RAPIDINHAS

quinta-feira, 30 de julho de 2020

10 Principais doenças que já enfrentamos e ainda estamos tentando erradicar

Em meio a uma pandemia, começamos a nos perguntar se conseguiremos encontrar a vacina, e realmente os dados são de esperança. Historicamente muitas doenças já foram erradicadas (desaparecem por completo em determinadas regiões), outras estão em processo de eliminação. Embora tenhamos um longo caminho a percorrer, podemos olhar para nossa história e ver que a ciência tem avançando cada dia mais e tem salvado milhões de vidas em todo mundo do ataque de bactérias, vírus e parasitas. 

1 - Peste Bubônica

Uma doença infecciosa potencialmente letal causada por bactérias chamadas Yersinia pestis que vivem em alguns animais - principalmente roedores - e suas pulgas, os sintomas mais comuns são linfonodos dolorosos e inchados ou "bolhas" na virilha ou na axila. Historicamente, também foi chamada de Peste Negra, em referência ao escurecimento gangrenoso e à morte de partes do corpo, como os dedos das mãos e dos pés, que podem ocorrer com a doença, registrada como uma das mais devastadora pandemia da história humana, tendo resultado na morte de 75 a 200 milhões de pessoas [1].

2 - Varíola

Estima-se que o vírus Variola (VARV), o agente causador da varíola, tenha matado entre 300 milhões e 500 milhões de pessoas no século 20 e foi responsável pela mortalidade e pelo sofrimento generalizados por pelo menos vários séculos anteriores. Os seres humanos são o único hospedeiro conhecido da VARV, e a varíola foi declarada erradicada em 1980 [2].


3 - Gripe espanhola

A pandemia de gripe espanhola de 1918, a mais mortal da história, infectou cerca de 500 milhões de pessoas em todo o mundo - cerca de um terço da população do planeta - e matou cerca de 20 a 50 milhões de vítimas [3].

4 - Poliomelite

Doença viral altamente infecciosa que afeta principalmente crianças menores de 5 anos de idade. O vírus é transmitido de pessoa para pessoa, principalmente pela via fecal-oral ou, menos frequentemente, por um veículo comum (por exemplo, água ou alimentos contaminados) e se multiplica no intestino, de onde pode invadir o sistema nervoso e causar paralisia [4].

5 - Tuberculose

Todos os anos, 10 milhões de pessoas adoecem com tuberculose (TB). Apesar de atualmente ser uma doença evitável e curável, 1,5 milhão de pessoas do mundo morrem de tuberculose a cada ano. A tuberculose é a principal causa de morte de pessoas com HIV por exemplo, e também um dos principais contribuintes para a resistência antimicrobiana [5].

6 - Sarampo

O sarampo é uma infecção infantil causada por um vírus. Também chamado rubéola, o sarampo pode ser grave e até fatal para crianças pequenas. Embora as taxas de mortalidade tenham caído em todo o mundo à medida que mais crianças recebem a vacina. Como resultado das altas taxas de vacinação em geral, o sarampo não é disseminado em vários lugares do mundo, mas a doença ainda mata mais de 100.000 crianças por ano, geralmente em lugares onde não ocorre campanhas de vacinação em massa [6].

7 - Elefantíase 

A elefantíase, também conhecida como filariose linfática, é uma condição muito rara que se espalha pelos mosquitos. A elefantíase está presente em todo o mundo, mas com maior frequência em regiões pobres do terceiro mundo, incluindo o Sudeste Asiático, Índia, África e América do Sul, e não apenas como uma manifestação da filariose linfática. A elefantíase devido a outras causas não é rara. A elefantíase pode afetar homens ou mulheres de qualquer idade. O tratamento medico é suficiente para a cura e a cirurgia pode ser necessária como última opção [7].

8 - Malaria

A malária é causada em seres humanos por cinco espécies de parasitas de Plasmodium eucarióticos que são transmitidos às pessoas através das picadas de mosquitos fêmeas infectados por Anopheles. É evitável e curável. Atualmente tem tratamento, e já possui uma vacina, mas em 2018, quase metade da população mundial estava em risco de malária. A maioria dos casos e mortes de malária ocorrem na África Subsaariana. No entanto, segundo a OMS as no Sudeste Asiático, Mediterrâneo Oriental, Pacífico Ocidental e Américas também estão em risco. Alguns grupos populacionais correm um risco consideravelmente maior de contrair malária e desenvolver doenças graves do que outros. Isso inclui bebês, crianças menores de 5 anos, mulheres grávidas e pacientes com HIV / AIDS, além de pessoas não imunes [8].

9 - Cólera

A cólera é uma infecção diarréica aguda causada pela ingestão de alimentos ou água contaminada com a bactéria Vibrio cholerae. A cólera continua sendo uma ameaça global à saúde pública e um indicador de desigualdade e falta de desenvolvimento social. Os pesquisadores estimaram que, a cada ano, existem aproximadamente 1,3 a 4,0 milhões de casos e 21.000 a 143.000 mortes em todo o mundo devido à cólera [9].

10 - Ebola

O vírus Ebola causa uma doença grave e aguda que geralmente é fatal se não for tratada. Apareceu pela primeira vez em 1976 em 2 surtos simultâneos, um no que é hoje Nzara, no Sudão do Sul, e o outro em Yambuku. Este último ocorreu em uma vila perto do rio Ebola, da qual a doença leva seu nome. O surto de 2014–2016 na África Ocidental foi o maior surto de Ebola desde que o vírus foi descoberto em 1976. O surto começou na Guiné e depois passou pelas fronteiras terrestres para Serra Leoa e Libéria. A família de vírus Filoviridae inclui três gêneros: Cuevavirus, Marburgvirus e Ebolavirus. Dentro do gênero Ebolavirus, seis espécies foram identificadas: Zaire, Bundibugyo, Sudão, Floresta Taï, Reston e Bombali. O vírus que causa o surto atual pertencem às espécies de ebolavírus do Zaire. Um bom controle de surtos depende da aplicação de um pacote de intervenções, incluindo gerenciamento de casos, vigilância e rastreamento de contatos, um bom serviço de laboratório, enterros seguros e mobilização social. O envolvimento da comunidade é essencial para controlar com êxito os surtos. Aumentar a conscientização sobre os fatores de risco para a infecção pelo Ebola e as medidas de proteção (incluindo a vacinação) que os indivíduos podem tomar é uma maneira eficaz de reduzir a transmissão humana [10].


Veja também3 Doenças que Previnem Outras Doenças


Fontes: [0]. 


  • Comentários do Blog
  • Comentários do Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Avaliado item: 10 Principais doenças que já enfrentamos e ainda estamos tentando erradicar Descrição: Classificação: 5 Revisado por: Adriana Cordeiro