RAPIDINHAS

segunda-feira, 14 de setembro de 2020

Além do vermelho: as diferentes cores do sangue

 Há pessoas que se lembram com grande impacto da primeira vez que viram seu próprio sangue. Mesmo na idade adulta e em condições controladas (por exemplo, durante uma extração em um centro médico), a visão do fluido vermelho nem sempre é agradável. Às vezes mais intensa, às vezes mais escura, mas sempre vermelha... ou não? Você sabe que há animais com sangue azul, verde ou talvez amarelo? Continue lendo para descobrir!


A cor do sangue 

Estamos acostumados que a cor do sangue seja vermelha, pois é a cor do nosso sangue e de muitos vertebrados, como todos os mamíferos. A cor do sangue é devida aos pigmentos respiratórios, os responsáveis pelo transporte de oxigênio para as células em todo o corpo e de dióxido de carbono para os pulmões. Como você deve se lembrar, o pigmento respiratório humano é a hemoglobina, que é encontrada nos glóbulos vermelhos ou eritrócitos.

Mas outros animais possuem outros pigmentos respiratórios que não a hemoglobina, que dotam seu sangue de cores tão variadas como o verde, azul, amarelo e até mesmo o roxo.


Sangue Vermelho

Como mencionado, o pigmento respiratório dos mamíferos e muitos outros vertebrados é a hemoglobina, uma proteína. Em sua estrutura molecular, a hemoglobina é formada por 4 subunidades (chamadas globinas) ligadas a um grupo heme. O grupo heme tem um átomo central de ferro (ferro II) que é responsável pela cor vermelha.


A tonalidade do vermelho pode variar, dependendo de quão oxigenada é a hemoglobina. Quando é ligada ao oxigênio (O2), é chamada oxi-hemoglobina e sua cor é um vermelho claro intenso (sangue arterial). Em contraste, desoxi-hemoglobina é o nome dado à hemoglobina reduzida, ou seja, quando perdeu oxigênio e tem uma cor mais escura (sangue venoso). Se a hemoglobina é mais oxigenada que o normal, é chamada de metemoglobina e tem uma tonalidade marrom-avermelhada. Isto é devido à ingestão de alguns medicamentos ou uma doença congênita (metemoglobinemia).


Como já vimos, o sangue desoxigenado não é azul. O tom azul que vemos em nossas veias é devido a um efeito óptico resultante da interação entre o sangue e o tecido que reveste as veias.


Sangue azul

Alguns animais, por outro lado, têm sangue azul: crustáceos decápodes, algumas aranhas e escorpiões, límulos, cefalópodes e outros moluscos. Quando lidamos com invertebrados, devemos especificar que ao invés de sangue, seu líquido interno é chamado de hemolinfa, mas neste posto não distinguiremos hemolinfa de sangue para melhor compreensão.




O pigmento responsável pela cor azul do sangue nestes animais é a hemocianina. Sua estrutura é bem diferente da da hemoglobina e, em vez de ferro, tem um átomo de cobre em seu centro. Quando a hemocianina é oxigenada, ela é azul, mas quando é desoxigenada é incolor.

molécula hemocianina

Sangue verde

Há alguns animais com sangue verde, como alguns anélidos (vermes), algumas sanguessugas e alguns vermes marinhos. Seu pigmento respiratório, chamado clorocruorina, dá a seu sangue uma cor esverdeada clara quando é desoxigenado, e um pouco mais escura quando é oxigenado. Estruturalmente, é muito semelhante à hemoglobina, já que também tem um átomo de ferro em seu centro. Ao contrário da hemoglobina, ela não é encontrada em nenhuma célula, mas flutua no plasma sanguíneo.



sangre color verde


No caso de vertebrados com sangue verde (como alguns lagartos da Nova Guiné), a cor é devida à biliverdina, que resulta da degradação da hemoglobina. O biliverdina é tóxica, mas estes lagartos são capazes de suportar altos níveis em seu corpo. No resto dos vertebrados, se os níveis de biliverdina são altos é porque o fígado não pode degradá-la à bilirrubina, causando icterícia, uma doença que dá uma cor amarelada à pele e às córneas dos olhos. Mas em espécies de lagartos como Prasinohaema prehensicauda, a alta presença de biliverdina poderia protegê-los contra a malária, de acordo com algumas pesquisas.

lagarto nueva guinea sangre verde


Sangue amarelo

Os tunicados (ascidianos fixos) são um tipo de animais com sangue amarelo/amarelo-esverdeado. O pigmento responsável por esta cor é hemovanabina, uma proteína contendo vanádio, embora não transporte oxigênio, de modo que sua função permanece desconhecida. Da mesma forma, a cor amarelada, amarelo-esverdeada e até laranja do sangue (hemolinfa) de alguns insetos não se deve à presença de um pigmento respiratório, mas a outras substâncias dissolvidas que não transportam oxigênio.

tunicado


Sangue violeta

Alguns invertebrados marinhos têm sangue violeta (hemolinfa), tais como priapulídeos, sipunculídios, braquiópodes e alguns anelídeos.


priapulida hemeritrina

O pigmento respiratório responsável é a hemeritrina, que se torna violeta-rosacea quando é oxigenada. Em sua forma desoxigenada, ele é incolor. Como o resto dos pigmentos respiratórios que vimos, a hemeritrina é menos eficiente que a hemoglobina quando se transporta oxigênio.

hemeritrina color sangre violeta

Sangue transparente

Finalmente, há uma família de peixes (Channichthyidae), cujo sangue é transparente. Na verdade, estes são os únicos vertebrados que perderam hemoglobina. Da mesma forma, os eritrócitos geralmente estão ausentes ou disfuncionais. Esta estranha anatomia é porque eles vivem em águas muito oxigenadas e seu metabolismo é muito lento. Para que o oxigênio chegue a todas as células, ele se dissolve no plasma sanguíneo, que o distribui por todo o corpo.

pez de hielo draco sangre color transparente


Conclusão

Para concluir, vimos que em animais que requerem um pigmento respiratório para fornecer oxigênio a todos os tecidos, a cor do sangue (ou hemolinfa) dependerá do tipo de pigmento que está presente. Em contraste, outros animais que não requerem pigmentos respiratórios, têm sangue transparente ou sua cor é devido a outras substâncias dissolvidas que não têm nada a ver com a respiração.


Por: Jonathan Pena Castro

Baseado na publicação de:

1

  • Comentários do Blog
  • Comentários do Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Avaliado item: Além do vermelho: as diferentes cores do sangue Descrição: Classificação: 5 Revisado por: Como Somos Biologia