Cookies management by TermsFeed Cookie Consent Esponjas de vidro, os ornamentos vivos das profundezas do mar. - Como Somos Biologia

RAPIDINHAS

segunda-feira, 21 de novembro de 2022

Esponjas de vidro, os ornamentos vivos das profundezas do mar.

Alguns dos organismos mais fascinantes no mar profundo são os hexactinelídeos, comumente conhecidos como esponjas de vidro. Elas vivem quase exclusivamente em profundidades > 300 m e seus tecidos contêm partículas estruturais semelhantes ao vidro, chamadas espículas, que são feitas de sílica (daí seu nome). Algumas espécies de esponjas de vidro produzem espículas extremamente grandes que se fundem em belos padrões para formar uma "casa de vidro" - um esqueleto complexo que muitas vezes permanece intacto mesmo após a morte da própria esponja. O esqueleto da esponja de vidro, juntamente com vários produtos químicos, fornece defesa contra muitos predadores. No entanto, algumas estrelas-do-mar são conhecidas por se alimentarem dessas raras criaturas das profundezas. 


As esponjas de vidro da classe Hexactinellida são animais comumente encontrados nas profundezas do oceano.

A maioria das esponjas de vidro vive presa a superfícies duras e consome pequenas bactérias e plâncton que elas filtram da água ao redor. Seus esqueletos intrincados proporcionam a muitos outros animais um lar.

A esponja de vidro mais famosa é uma espécie do gênero Euplectella, conhecida como a "cesta de flores de Vênus", que constrói seu esqueleto de uma forma que prende uma determinada espécie de crustáceo no seu interior para o resto da vida. Esta esponja abriga frequentemente dois pequenos Stenopodidea, parecidos com camarões, um macho e uma fêmea, que vivem suas vidas dentro da esponja. Os crustáceos se reproduzem, e quando seus descendentes são pequenos, eles escapam para encontrar uma nova cesta de flores de Vênus própria. O par dentro da cesta a limpa e, em troca, a cesta fornece alimento para os crustáceos através de seus resíduos. Os animais eventualmente crescem muito grandes para escapar da esponja, de modo que são forçados a "ficar presos" pelo resto de suas vidas.

Euplectella

Apesar de serem feitas de componentes de vidro frágeis, os entrelaçamentos são extremamente fortes, porém flexíveis. Seus padrões estão sendo investigados por engenheiros de materiais para uso em infraestrutura de edifícios modernos, fazendo das esponjas de vidro as queridinhas do mundo emergente da engenharia de inspiração biológica <LEIA MAIS SOBRE AQUI>.

Outras espécies de esponjas de vidro. Fonte: Schmidt Ocean Institute


Por: Jonathan Pena Castro

Fontes:

Schmidtocean.org

Oceanexplorer.noaa.gov

Próximo
Este é o mais recente post.
Postagem mais antiga
  • Comentários do Blog
  • Comentários do Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Avaliado item: Esponjas de vidro, os ornamentos vivos das profundezas do mar. Descrição: Classificação: 5 Revisado por: Como Somos Biologia