RAPIDINHAS

segunda-feira, 26 de abril de 2021

Humanos com caudas, galinhas com dentes, conheça o atavismo

Em biologia, um atavismo é uma modificação de uma estrutura biológica pela qual um traço genético ancestral reaparece depois de ter sido perdido através de mudanças evolutivas em gerações anteriores. O atavismo pode ocorrer de várias maneiras; uma delas é quando os genes de características fenotípicas existentes anteriormente são preservados no DNA, e estes se expressam através de uma mutação que ou elimina os genes dominantes para os novos traços ou faz com que os traços antigos se sobreponham aos novos. Os atavismos são considerados como evidência de evolução.

Bebê indiano nascido com cauda. Há mais de 100 relatos na literatura médica sobre bebês que nasceram com caudas. Algumas não são nada além de uma extensão da coluna, mas outras são formadas por vértebras, ligamentos e músculos, e podem até se mover. A maioria das caudas é retirada após o nascimento.



Os traços evolutivos que desapareceram fenotipicamente não desaparecem necessariamente do DNA de um organismo. A sequência gênica frequentemente permanece, mas é inativa. Tal gene não utilizado pode permanecer no genoma por muitas gerações. Enquanto o gene permanecer intacto, uma falha no controle genético suprimindo o gene pode levar a que ele seja novamente expresso. Algumas vezes, a expressão de genes adormecidos pode ser induzida por estimulação artificial.


Atavismos têm sido observados em humanos, como em bebês nascidos com caudas vestigiais (chamados de "processo coccígeo", "projeção coccígea", ou "apêndice caudal"). O atavismo também pode ser visto em humanos que possuem dentes grandes, como os de outros primatas. Além disso, um caso de "coração de cobra", a presença de "circulação coronária e arquitetura miocárdica [que se assemelham muito] às do coração de réptil", também tem sido relatado na literatura médica. O atavismo também foi recentemente induzido em fetos modernos de dinossauros aviários (pássaros) para expressar características ancestrais dormentes de dinossauros não aviários, incluindo dentes.

Abaixo, listamos alguns exemplos registrados de atavismo, para vários organismos:

Outros exemplos de atavismos já observados incluem:

Membros posteriores em cetáceos.

As barbatanas de um golfinho nariz de garrafa encontrado em águas costeiras japonesas. Setas amarelas indicam a localização de um conjunto atávico bem formado de membros posteriores. (Imagens modificadas de fotos do Museu Baleeiro de Taiji).

Dedos extras do cavalo moderno.

As espécies ancestrais do cavalo moderno, como o Orohippus tinham falanges proeminentes

Reaparecimento de membros em vertebrados sem membros.

Há vários casos registrados de reaparecimento dos membros, como as cobras

Dentes em galinhas.

Pintinho normal à esquerda, e o mutante talpid2 à direita. A mandíbula mutante mostra claramente os dentes. (Crédito da imagem: John F. Fallon e Matthew P. Harris)

Mamilos supranumerários em humanos (e outros primatas)


A cegueira da cor em humanos (daltonismo).

O daltonismo é caracterizado pela incapacidade de distinguir certas cores. Exemplo de visão daltônica na imagem à direita. 

Aparecimento de pele nevus em humanos
  • Comentários do Blog
  • Comentários do Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Avaliado item: Humanos com caudas, galinhas com dentes, conheça o atavismo Descrição: Classificação: 5 Revisado por: Como Somos Biologia