RAPIDINHAS

quarta-feira, 20 de janeiro de 2021

#3 Pessoas influentes na Biologia - Gregor Mendel

O pai da Genética. Nascido Johann Mendel, no dia 22 de julho de 1822 em uma família de agricultores pobres que vivia em um vilarejo no norte da Morávia, hoje parte da República Tcheca. Foi cientista, botânico, professor, monge agostiniano e meteorologista.

Mendel foi criado em um ambiente rural. Suas habilidades acadêmicas foram reconhecidas pelo padre local, que persuadiu seus pais a mandá-lo embora para a escola aos 11 anos de idade. Ele se saiu bem no ensino médio e foi para Universidade de Olomouc, na República Tcheca em 1840. Mendel, de 18 anos, fez cursos de física, matemática e filosofia.

Mendel foi então capaz de continuar seus estudos na Universidade de Viena, onde descobriu o talento para o ensino, embora, curiosamente, não tenha conseguido passar no exame de certificação de professor por duas vezes.

Fonte

Em 1843, ele seguiu seu chamado para o sacerdócio e entrou na Abadia Agostiniana de St. Thomas em Brno, onde recebeu o nome de Gregor, como um símbolo de sua vida religiosa. Ele foi enviado para estudar na Universidade de Viena em 1851 e voltou para a abadia como professor de física. Em 1853 e 1854, ele publicou seus dois primeiros artigos sobre os danos às culturas de plantas por insetos. Gregor também cuidava do jardim e tinha um conjunto de abelhas no terreno da abadia.

Gregor Mendel é mais conhecido por seu trabalho com suas plantas de ervilha nos jardins da abadia. Ele passou cerca de oito anos plantando, criando e cultivando flores e ervilha no jardim da abadia dando continuidade ao trabalho iniciado pelo abade anterior.

Mendel não se propôs a conduzir os primeiros experimentos genéticos bem controlados e brilhantemente projetados. Seu objetivo era criar plantas de ervilha híbridas e observar o resultado. Suas observações levaram a mais experimentos, simplesmente contando ervilhas e mantendo anotações meticulosas, Mendel estabeleceu os princípios da herança, cunhou os termos dominante e recessivo e foi o primeiro a usar métodos estatísticos para analisar e prever informações hereditárias. Mendel cultivou milhares de pés de ervilha e usou um pincel para transferir meticulosamente o pólen de uma planta para outra para fazer seus cruzamentos (o tempo todo ainda cumprindo seus deveres como monge e professor).

Por meio de registros meticulosos, os experimentos de Mendel com ervilhas tornaram-se a base da genética moderna.

Mendel escolheu plantas de ervilha como sua planta experimental por muitos motivos. Em primeiro lugar, as plantas de ervilha têm muitos poucos cuidados externos e crescem rapidamente. Eles também têm partes reprodutivas masculinas e femininas, portanto, podem polinizar-se cruzadamente ou se autopolinizar. Talvez o mais importante, as plantas de ervilha parecem mostrar uma das duas variações de muitas características. Isso tornou os dados muito mais nítidos e fáceis de trabalhar.

Em 8 de fevereiro de 1865, Mendel apresentou seu trabalho à Brunn Society for Natural Science. Seu artigo, "Experiments on Plant Hybridization", foi publicado no ano seguinte. Embora seu trabalho fosse apreciado por sua eficácia, ninguém parecia compreender sua importância, seu trabalho permaneceu amplamente desconhecido. O trabalho estava simplesmente muito à frente de seu tempo, muito contrário às crenças populares sobre hereditariedade. Se passaram mais de 30 anos antes que seu trabalho fosse apreciado. Em 1867, Mendel foi feito abade da abadia. Seus deveres como abade o mantiveram afastado do trabalho experimental, mas ele participou de muitas sociedades, incluindo o Conselho Central da Sociedade Agrícola, a Sociedade Horticultural de Brno e a Sociedade de Apicultores. Durante seu tempo no Conselho Central, Mendel financiou e promoveu a agricultura. Por seu trabalho, Mendel recebeu a presidência do Conselho Central da Sociedade Agrícola, mas ele recusou devido a sua saúde precária. O resto de seus dias ele passou advogando em nome da abadia contra as novas leis tributárias, falecendo aos 61 anos, em 1884 de insuficiência renal.

Uma pessoa como que teve suas dificuldades, passou pela pobreza, depressão, reprovou e foi rejeitado. Mas, acima de tudo uma pessoa forte, estudiosa e com fortes convicções religiosas. Muito do trabalho inicial de Mendel em genética abriu caminho para a ciência moderna.


Fonte: [1].[2].[3].[4]


Adriana Cordeiro

  • Comentários do Blog
  • Comentários do Facebook

1 comentários:

  1. Olá, aceita fazer uma troca de links com meu site? https://divulgador.net/ se aceitar entre em contato em https://divulgador.net/contato/ iremos adicionar seu site na nossa homepage com links follow para melhorar o desempenho no google, aguardo resposta.

    ResponderExcluir

Avaliado item: #3 Pessoas influentes na Biologia - Gregor Mendel Descri��o: Classifica��o: 5 Revisado por: Adriana Cordeiro