RAPIDINHAS

segunda-feira, 12 de julho de 2021

Veja 10 incríveis animais albinos

De tonalidades ousadas e brilhantes, a listras, a manchas, os membros do reino animal vêm em uma miríade de cores e padrões. Assim, pode ser um pouco surpreendente ver uma tigresa sem suas listras de assinatura ou uma tartaruga sem seu casco musgoso verde.

Embora muito raros, os animais albinos - ou animais nascidos com um defeito congênito que impede que o pigmento de cor atinja sua pele, pelo e olhos - são totalmente incríveis. Quer uma prova? Continue lendo abaixo para saber mais sobre o albinismo em animais, e confira estes super magníficos (e raros) animais albinos na natureza:

O que é albinismo? 

Créditos: fraulemmi / Instagram

É importante entender o que causa o albinismo - e por que ele torna estes animais tão valiosos tanto para caçadores furtivos quanto para predadores. 

O albinismo é uma doença congênita que causa a perda parcial ou total da pigmentação (ou cor) em um animal. Começando no útero, certas mutações genéticas impedem a produção de melanina, o pigmento responsável pelo desenvolvimento da pele, pelo e cor dos olhos. Como estes animais não têm melanina, eles podem ter uma aparência totalmente branca, muitas vezes com olhos rosados ou azuis muito pálidos. Todo animal produz melanina - de ratos, a coalas, a seres humanos - de modo que, consequentemente, qualquer animal pode ter albinismo.

Embora os animais albinos sejam bonitos, sua aparência única torna a sobrevivência na natureza difícil. Eis o porquê:

  • Suas peles e cores raras, totalmente brancos ou pálidos, são apreciados pelos caçadores furtivos em todo o mundo.
  • Falta-lhes camuflagem, o que os torna alvos mais fáceis para os predadores naturais na natureza. 
  • Eles podem ser rejeitados por suas famílias, grupos sociais e companheiros, devido a suas aparências distintas
  • Sem surpresas, os animais albinos vivem muito melhor em cativeiro, onde podem ser protegidos tanto de caçadores furtivos quanto de predadores.

Zebras Albinas

Créditos: gagsndjokes / Instagram

As zebras são mais conhecidas por suas listras pretas e brancas distintas. Embora os cientistas ainda estejam tentando descobrir porque evoluíram para este esquema de cores salpicadas, eles sabem uma coisa: algumas zebras, embora raras, podem desenvolver leucismo, uma condição que lhes dá uma aparência pálida, quase loira. Semelhante ao albinismo, o leucismo é uma falta parcial de pigmento que dá às zebras louras sua coloração dourada e única. 

Cães domésticos albinos

Créditos: ghost.pitbull / Instagram

Entre cores e padrões de pele, cores de olhos e personalidade, o melhor amigo do homem e da mulher pode ser tão único quanto os seres humanos! E os verdadeiros cães albinos têm uma aparência totalmente única - embora rara. 
Muitas vezes, cães com pelo merle ou piebald são erroneamente considerados albinos porque seu pelo tem manchas de branco. Para que um cãozinho seja considerado um verdadeiro albino, no entanto, ela não pode ter nenhuma melanina na pele, pelo ou olhos. Então, como é realmente um cão com albinismo? Tipicamente, eles têm pelagem totalmente branca, olhos azuis e narizes rosados.
Por falta de pigmento, os cães com albinismo precisam de proteção extra contra os raios nocivos do sol - sua pele e olhos podem ser extremamente sensíveis. Se seu cão tem albinismo, certifique-se de proteger sua pele da forte luz solar.

Rena albina


A aparência mística desta rena albina faz com que ela pareça uma criatura diretamente da série Harry Potter. E, considerando sua raridade, praticamente vale considerá-la uma criatura mágica! Houve apenas alguns poucos avistamentos de renas albinas já relatadas, em sua maioria provenientes da remota região selvagem do Alasca. 

Cangurus albinos

Créditos: valentinakurscheid / Instagram

Você sabia que os cangurus são em maior número do que os australianos? Embora a Austrália tenha uma abundância de cangurus, os albinos não são tão comuns. 
Enquanto a maioria dos cangurus albinos são mantidos em cativeiro, tem havido relatos de um canguru albino selvagem, fora da capital da Austrália. Os guarda-parques acreditam que ele tem cerca de dois anos de idade, o que é uma verdadeira proeza para um canguru albino, o que os predispõe a problemas de audição e visão, o que pode tornar a vida no mato australiano extremamente difícil. 

Gatos domésticos albinos



Não, nem todos os gatos brancos são considerados albinos! Enquanto os gatos brancos simplesmente têm um gene codificado para pelagem branca, os gatos albinos têm uma total falta de pigmentação de cor em sua pele, pelagem e olhos.

A maneira mais simples de determinar se um gato é ou não albino? Olhe para seus olhos. Os gatos brancos podem ter uma gama de cores de olhos - incluindo azul, verde, amarelo, laranja ou uma combinação de cores - enquanto os gatos albinos têm olhos que parecem muito azuis pálidos, rosados ou avermelhados. 

É importante notar que os gatos albinos não têm olhos cor-de-rosa ou vermelhos; o reflexo da luz contra os vasos sanguíneos do olho só faz com que ele pareça assim. Como os cães albinos, os gatos albinos domesticados requerem cuidados especiais:


Muitos gatos com albinismo também são parcial ou totalmente surdos. Se seu gato tem problemas auditivos, há várias precauções de segurança que você deve tomar para mantê-lo seguro: Tente usar sinais visuais - mais do que sinais verbais - para evitar assustá-lo e mantê-lo sempre dentro de casa, para que ele não possa se deparar com perigos ao ar livre ou predadores potenciais. 
Como sua pele e pelo não possuem pigmentação, os gatos albinos são extremamente sensíveis à luz solar. 

Crocodilos albinos

Crédito: science.in / Instagram

Embora os crocodilos sejam extremamente comuns nos pântanos e lagos do sudeste da América, você provavelmente não encontrará nenhum crocodilo albino. Na verdade, existem apenas cerca de duas dúzias de crocodilos albinos e leucistas no mundo, todos eles em cativeiro. Por que não há nenhum crocodilo albino em meio natural? Sua aparência branca e contrastante contra as águas mais escuras dos pântanos e lagos faz deles um alvo principal para os predadores naturais. 

Baleias jubarte albinas

Crédito: thalassophobia / Instagram

O albinismo não afeta apenas os animais terrestres - criaturas marinhas, como as baleias jubarte, também podem nascer sem pigmentação.

As baleias albinas foram avistadas nas costas da Austrália e Noruega, mas percorrem distâncias incrivelmente longas em busca de plâncton nutritivo. Dependendo do tipo do plâncton que estão consumindo, estas baleias podem parecer ter uma tonalidade amarelada em sua pele. Mas quando retornam à água de suas casas - em seu plâncton normal - sua pele parece totalmente branca novamente. 

Tartarugas marinhas albinas

 Créditos: 

thealbinocollection / Instagram

As populações de tartarugas marinhas estão diminuindo em todo o mundo - na verdade, elas estão bem no topo da lista mundial de espécies ameaçadas de extinção, tornando as tartarugas marinhas albinas uma visão extremamente rara. Tão raras, de fato, que só foram fotografadas algumas vezes; elas foram vistas correndo do ninho para o oceano ou nadando nas profundezas do oceano. 

Coelhos domésticos albinos

Créditos: jasper.and.kootenay / Instagram

Os coelhos albinos são raros na natureza - a cor de sua pelagem os torna suscetíveis a predadores - mas na verdade eles são bastante comuns como animais domésticos de estimação. A maneira mais fácil de determinar se seu coelho é albino é olhando para seus olhos. Se eles parecem rosa ou ligeiramente vermelhos, é provável que ela tenha albinismo.  

Como os cães e gatos albinos domesticados, os coelhos albinos requerem um pouco de cuidado extra: Certifique-se de proteger sua pele sensível da luz direta do sol.


Fontes: Thesprucepets

  • Comentários do Blog
  • Comentários do Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Avaliado item: Veja 10 incríveis animais albinos Descrição: Classificação: 5 Revisado por: Como Somos Biologia