RAPIDINHAS

quarta-feira, 14 de julho de 2021

Por que os peixes não morrem congelados na Antártida?

Você já se perguntou se as águas geladas do oceano Antártico não deveriam ser frias o suficiente para congelar o sangue dos peixes?

E, pela lógica sim, pois a temperatura de congelamento do Oceano Antártico é de -1,8 °C e isso é  menor do que o ponto de congelamento do sangue de peixe, que é cerca de -0,9 °C, o que parece sugerir que os peixes que passam por lá deveriam morrer por conta do frio. Mas não é bem isso o que acontece!



Como os peixes são animais ectotérmicos (de sangue frio), quando a água em que vivem está abaixo de zero, eles precisam de uma maneira de evitar o congelamento. Os peixes que vivem em climas frios desenvolveram uma adaptação para evitar o congelamento: proteínas anticongelantes que na verdade, reduzem a temperatura de congelamento de seus tecidos. 

Famílias de peixes do Ártico e Antártico têm essas proteínas em seu sangue. Elas são parte do motivo pelo qual esses peixes podem viver em águas que outros peixes não podem. As proteínas anticongelantes têm longas cadeias de aminoácidos que podem se ligar a cristais de gelo.

Os cristais de gelo são perigosos para os peixes porque sua formação no sangue leva à morte celular. Pequenos cristais de gelo podem ficar maiores usando a água ao redor no sangue. As proteínas anticongelantes podem evitar isso ligando-se aos pequenos cristais. Isso evita que os cristais cresçam e que o sangue congele.



Gostou do nosso post, incentive a leitura cientifica - Temos uma super dica leia com seu filho ou aluno os livros da nossa coleção Ciência Curiosa.

Grande abraço

Fonte: [1].[2].[3].[4]





  • Comentários do Blog
  • Comentários do Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Avaliado item: Por que os peixes não morrem congelados na Antártida? Descrição: Classificação: 5 Revisado por: Adriana Cordeiro