RAPIDINHAS

sábado, 2 de junho de 2018

Membrana Plasmática


Você Sabia que, quando estamos em uma situação de calor intenso, nossas células por meio de proteínas em suas membranas liberam água e sais, formando assim o suor. Acontecendo o inverso quando estamos em baixas temperaturas, controlando assim a temperatura corporal.

Essa é uma das funções da membrana plasmática, definir os limites externos das células controlando a entrada e a saída de substâncias por esses limites, mas como é formada a membrana plasmática?

O modelo ainda aceito atualmente para essa explicação é o conhecido como mosaico fluido proposto em 1972, sendo então a membrana composta por uma bicamada lipídica, onde as regiões apolares das moléculas lipídicas em cada camada são orientadas para o centro, e um mosaico de proteínas mergulhadas parcial ou totalmente nessa bicamada. Essas proteínas desempenham diversas funções como: estrutural, enzimática, receptora e transportadora de substâncias para dentro e fora da célula.

Curiosidade: as membranas biológicas são flexíveis e podem mudar de forma sem perder sua integridade e gerar vazamentos, são semipermeáveis e seletivas, podendo transportar substâncias de forma passiva ou ativa. As membranas de células animais e alguns procariotos possuem um envoltório externo composto por carboidratos e proteínas chamado de Glicocálice que desempenha funções importantes para o bom funcionamento celular. Assuntos para uma próxima postagem. Até mais.




Por Adriana Cordeiro Caillot

Referência: Nelson, David L.; COX, Michael M. Princípios de bioquímica de Lehninger. Porto Alegre: Artmed, 2011. 6. ed. Porto Alegre: Artmed, 2014.

  • Comentários do Blog
  • Comentários do Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Avaliado item: Membrana Plasmática Descrição: Classificação: 5 Revisado por: Adriana Cordeiro